Notícias

26/11/2020 09:30

Por incompetência, governo retém parte dos salários de professores interinos e Sintep-MT exige pagamento integral

Cerca de quatro mil servidores contratados da Educação receberão menos que o programado relativo ao trabalho realizado em novembro. A redução no pagamento, segundo a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), se deve a problemas no lançamento da folha salarial.

Diante dessa situação, o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) protocolou o ofício nº 70/2020, à Secretaria cobrando explicações e uma solução em caráter de urgência quanto ao não pagamento do subsídio integral aos profissionais da Educação pertencente ao 2º Calendário – referência mês de novembro deste ano.

De acordo com a Seduc, houve uma falha no Sistema que contabiliza a folha de pagamento dos trabalhadores, o Seap (Sistema Estadual de Administração de Pessoas). Para o presidente do Sintep, Valdeir Pereira, os servidores não podem ser penalizados com a retenção de praticamente metade do salário devido a um erro no sistema.

“São mais de quatro mil servidores que estão inseridos nesta categoria e que ficarão com a renda comprometida. Os trabalhadores ainda tiveram a vigência de seus contratos adiantada para o dia 18 de dezembro e ficarão sem contrato de trabalho até o mês de julho. Como se não bastasse o desarranjo financeiro provocado pela pandemia este ano, agora o governo simplesmente diz que só vai pagar o restante do subsídio de novembro no mês seguinte. Acontece que as contas não esperam, portanto, vamos continuar cobrando uma solução imediata do secretário”, afirmou o presidente.

Fonte: Assessoria Sintep-MT. 


SEDE DO SINTEP-VG

Redes Sociais

Sintep VG

SINTEP/VG - Travessa Pedro Pedrossian, n.º 27
Bairro Centro - Aeroporto CEP. 78110-355
Fone 3682.2263
sintepvg@terra.com.br
contato@sintepvg.org

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo