Notícias

12/01/2021 15:56

Escola Nadir de Oliveira em VG decidirá por Militarização ou Escola Inclusiva

Acontece neste dia 21 de janeiro, na Escola Estadual Nadir de Oliveira uma  audiência que definirá o futuro da Escola Nadir de Oliveira: Continuar como escola inclusiva ou se adotará o sistema de escola militarizada em que reserva de vagas a filhos dos militares e teste de seleção são as principais formas de entrar na escola.

O processo de militarização de escolas ganhou força com o Governador Mauro Mendes e mais recentemente com o vice-governador Otaviano Píveta que promovem diretamente o desmonte dos serviços públicos em educação para favorecer a iniciativa privada.

Assembleia Legislativa e a aprovação de matérias sem debate com a sociedade

A militarização de escolas avança em Mato Grosso com a provação de legislações na Assembleia Legislativa, sem debate som a sociedade e os segmentos mais interessados. Foi nesse contexto que foi aprovada a mais recente Lei 11.273/20 do lamentável Deputado Sílvio Fávero que viaja pelo estado para denegrir e imagem da escola pública e promover a militarização de escolas sem compromisso com a democracia e o ensino inclusivo.

Como parlamentares que se posicionam contra a militarização de escolas nos moldes atuais em que as escolas são escolhidas pela Seduc e sem oferecer-lhes alternativas de melhorias, o Deputado Valdir  Barranco e o Deputado Lúdio Cabral aprovaram REQUERIMENTO pedindo explicações ao governador e ao secretário de estado sobre os processo de militarização de escolas (confira abaixo).

Processo de militarização de escola institui a exclusão social na educação

Num processo vergonhoso, o governo Mauro Mendes e Otaviano Pivetta atuam para destruir a escola e Educação Democrática para instituir um modelo de escola que está assentada pelo princípio da reserva de vagas e teste de seleção.

Mesmo que a lei aprovada ofereça a possibilidade de uma decisão através de audiência publica, a mesma não está referenciada na Lei de gestão democrática, Lei 7.040/98, abrindo possibilidade de participação de segmentos com interesses na militarização das escolas.

Escola Nadir de Oliveira em VG terá audiência Pública neste dia 21

A escola Nadir de Oliveira terá audiência no dia 21 de janeiro onde será tomada a decisão de opção ou não pela militarização.

A audiência ocorre principalmente pela resistência da comunidade na militarização, uma vez que dezenas de crianças do 5.º e 6.º anos do EF advindo de outras escolas da redondeza ficariam sem poder se matricular na escola, como historicamente tem acontecido.

A resistência à militarização da Escola Nadir produziu um informativo para alertar a população acerca das consequências da militarização de Escola. O Sintep/VG apoia o movimento de resistência uma vez que o processo de militarização aponta para um processo de apartação social das crianças oriundas das famílias carentes,  o que vai contra os princípios que regem a Constituição da República Federativa do Brasil. (Confira o informativo).


SEDE DO SINTEP-VG

Redes Sociais

Sintep VG

SINTEP/VG - Travessa Pedro Pedrossian, n.º 27
Bairro Centro - Aeroporto CEP. 78110-355
Fone 3682.2263
sintepvg@terra.com.br
contato@sintepvg.org

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo